BRASIL

Eleições OAB/DF: Advogadas consideram positiva proposta de Campelo que reduz anuidade

Na manhã desta quarta-feira (05/10), o pré-candidato às eleições da OAB-DF, Guilherme Campelo, se reuniu com as advogadas Mônica Barros e Patrícia Lopo para discutir sobre sua proposta de diminuir em 50% o valor da anuidade paga pelos advogados legalmente inscritos na Ordem. Tal proposta possui caráter inovador e vem chamando à atenção de advogados do Distrito Federal, a ideia é reduzir custos desnecessários, e aliviar o bolso dos colegas tendo em vista que a pandemia do Covid-19 afetou de diferentes maneiras esta parcela da população.
 
Segundo Campelo, a atual gestão da OAB-DF possui gastos excessivos que não se justificam, pois muitos deles são somente para manter a estrutura inchada da seccional do DF e não para prestar serviços aos advogados. Dessa maneira, ele afirma que é plenamente possível conceder o desconto na anuidade com cortes de gastos supérfluos e com o estudo de todos os balanços das receitas e despesas.
 
“A anuidade atual é muito cara. Para os grandes advogados o valor é insignificante, mas para o advogado que não tem esse privilégio a redução de 50% da anuidade aliviaria o impacto nas contas pessoais possibilitando até mesmo investimentos na própria carreira” afirma a advogada Patrícia Lopo. Já a advogada Mônica Barros, salienta que os valores altos da anuidade podem acarretar em inadimplência impactando negativamente os jovens advogados.
 
Guilherme é sobrinho do ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU), o ex-senador Valmir Campelo, tem 35 anos e apresenta-se como “terceira via” por enfrentar nomes ligados a grupos tradicionais.
 
Além de Guilherme Campelo e Thais Riedel, também estão na disputa para o comando da OAB no Distrito Federal os advogados Evandro Pertence e Délio Lins e Silva Júnior. Délio é o atual presidente da entidade e concorre à reeleição.