ECONOMIA

Governo do RN e Banco Mundial encerram primeira missão de 2022

A equipe do Banco Mundial e o Governo do Estado encerraram nesta sexta-feira (1.4.2022) pela manhã a primeira missão de 2022 ao Rio Grande do Norte. Os especialistas avaliaram como positivos os avanços alcançados com as discussões ao longo de toda a semana, assim como com as visitas de campo realizadas ao Hospital da Mulher, Hospital Regional de Assú e RN-233. 

A reunião de encerramento foi capitaneada pelo gerente do projeto junto ao Banco, Eirivelthon Lima, e contou com participação presencial e virtual de diversos especialistas, entre eles Leonardo Bichara, João Guilherme, Kátia DuBois, Juliana Paiva, Carlos Lamas, Anna Roumani, Fátima Alves, Maria Jesus Ferreira Trujillo, Paula Freitas e Clarice Mendonça. Pelo projeto, participaram os secretários Fernando Mineiro e Gustavo Coelho, gerente executiva Ana Guedes e equipes técnicas de Monitoramento, Jurídico, Licitações e Comunicação. 

Nas análises, os especialistas do Banco ponderaram as pendências existentes em alguns subprojetos – entre eles de acesso à água e inclusão produtiva -, sobretudo no que diz respeito à prestação de contas das associações beneficiárias. Leonardo Bichara destacou a necessidade de o projeto apoiar mais fortemente as associações para a correta finalização das prestações de contas. “Sabemos que existem algumas deficiências e há maneira de ajudar a saná-las”, disse. 

Na área de estradas, a especialista em salvaguardas sociais Juliana Paiva enumerou algumas ações necessárias para o andamento da obra de reconstrução da RN-233, um investimento de R$ 74 milhões que beneficiará uma extensão de 41 km da rodovia, do entroncamento da BR-304, passando pelo município de Paraú, até à BR 226, em Triunfo Potiguar. 

Em se tratando de saúde, os especialistas destacaram pequenos ajustes a se fazer nas obras do Hospital da Mulher, Hospital Regional de Assú e Laboratório de Anatomohistopatologia de Natal, sobretudo no que diz respeito à aquisição de equipamentos e mobiliário, que devem coincidir com a finalização das obras, previstas para o segundo semestre. No caso do laboratório, que já tem obras finalizadas, restam poucas pendências e chegada de equipamentos para que possa começar a operar. 

A consultora em educação Fátima Alves fez alguns apontamentos sobre pendências na documentação das escolas reformadas e pediu atenção com o cronograma da obra da Escola Estadual Vicente Lemos, em Senador Eloi de Souza, para que seja concluída até dezembro de 2022, data final do acordo de empréstimo. 

A especialista em barragens, Paula Freitas, destacou o esforço da equipe social, ambiental e de engenharia do Projeto nas 71 capacitações em Gestão de Água realizadas com os beneficiários de sistemas simplificados de abastecimento, e solicitou um mapeamento das comunidades que terão apoio das prefeituras nessa gestão, de forma a garantir a sustentabilidade dos sistemas no longo prazo. 

Já Anna Roumani falou sobre os trâmites para encerramento do empréstimo, que, entre outras ações, incluem a contratação de uma empresa para elaboração de todos os documentos necessários ao fechamento. Essa empresa precisa estar contratada até julho deste ano e apresentar os trabalhos até dezembro. 

O gerente Eirivelthon Lima agradeceu o empenho das equipes do Governo na missão e destacou o trabalho realizado por Fernando Mineiro nos três últimos anos, que resultou em destravamento de uma série de ações e entrega de serviços e obras à população potiguar. A partir desta sexta-feira, o secretário Gustavo Coelho assume a coordenação do Projeto Governo Cidadão.  

“Foram três anos de trabalho árduo, de empenho máximo das equipes envolvidas e total integração entre as secretarias vinculadas e as que nos apoiaram. Os resultados estão aí: são muitos avanços na economia, cultura e cidadania do povo do Rio Grande do Norte”, destacou Mineiro.